Fogo em fábrica de tintas provoca alguns feridos


 

Lusa / AO online   Nacional   6 de Ago de 2010, 18:45

O incêndio que deflagrou hoje na fábrica de tintas TITAN, na Maia, já provocou vários feridos, de causa e gravidade ainda indeterminadas, apurou a Lusa no local.
Até ao momento, nenhuma entidade oficial quis pronunciar-se sobre o número de feridos, mas nas imediações daquela unidade fabril são várias as pessoas que estão a ser assistidas junto a ambulâncias do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM).

No entanto a Lusa apurou, junto de um dos feridos, no local, que o fogo começou no armazém de matérias-primas.

Carlos Santos, há 11 anos na TITAN, como tem formação neste tipo de acidentes ao ouvir a explosão na fábrica veio logo para a empresa, dado que reside a cerca de 200 metros.

O trabalhador, e outros colegas que estavam no local, tentaram extinguir as chamas.

Carlos Santos feriu-se numa perna ao introduzi-la, acidentalmente, dentro de um bidão com produtos químicos.

Todos os moradores da zona envolvente à fábrica de tintas e os trabalhadores da empresa foram evacuados, disse à Lusa fonte da PSP que está a liderar as operações no local.

Um incêndio deflagrou cerca das 13:20, naquela fábrica de tintas de Castêlo da Maia.

A Estrada Nacional 14, que liga o Porto a Braga, está cortada nos dois sentidos.

No local estão cinco corporações de bombeiros, com 33 homens e 12 viaturas, disse à Lusa fonte do Centro Distrital de Operações de Socorro (CDOS) do Porto.

A fábrica fica situada em Castêlo da Maia, na Estrada Nacional 14, de acordo com os Bombeiros Voluntários da Maia.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.