Cuba

Fidel Castro propõe encontro a Obama

Fidel Castro propõe encontro a Obama

 

Lusa/AO Online   Internacional   5 de Dez de 2008, 08:16

Fidel Castro considera que o presidente-eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, é um homem com quem Cuba pode conversar e propõe-lhe um encontro onde ele preferir.
"Com Obama podemos discutir onde ele quiser (…) mas deverá ter em mente que a teoria da cenoura e do bastão não funciona no nosso país", escreveu o antigo presidente cubano num artigo hoje publicado no site "Cubadebate" com o título "Navegar contra a corrente".

    "Os direitos soberanos do povo cubano não são negociáveis", insiste Fidel Castro, de 82 anos.

    Durante a campanha eleitoral, Obama declarou estar disposto a conversar com as autoridades cubanas e o próprio Raul Castro, que em Fevereiro passado sucedeu ao irmão na chefia do Estado cubano, disse estar pronto a encontrar-se com ele "em terreno neutro", eventualmente em Guantanamo, segundo confiou ao actor norte-americano Sean Penn.

    Mas Fidel Castro, que convalesce de uma grave doença desde Julho de 2006, critica no seu artigo algumas das escolhas de Obama para o seu governo, nomeadamente as de Hillary Clinton para secretária de Estado e de Robert Gates para a pasta de Defesa.

    Quanto a Hillary Clinton, escreve que o marido, o antigo presidente Bill Clinton, promulgou leis que reforçaram significativamente o embargo dos Estados Unidos a Cuba e que ela manifestou apoio à manutenção desse embargo.

    "Não me estou a queixar", sublinha Fidel, "estou simplesmente a assinalar".

    Quanto a Robert Gates, refere tratar-se de um republicano e não de um democrata como o futuro presidente.

    Mas apesar dessas críticas, elogia as "capacidades de inteligência" de Obama que "pôde observar e comparar com as do seu medíocre adversário John McCain".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.