Fabricante das guitarras Gibson declara falência

Fabricante das guitarras Gibson declara falência

 

Lusa/AO online   Cultura e Social   2 de Mai de 2018, 09:28

A fabricante norte-americana das guitarras Gibson, utilizadas por músicos como Elvis Presley e Keith Richards, vai declarar falência e apresenta um plano de revitalização da empresa.

Com um volume anual de vendas de 170 mil guitarras em mais de 80 países e a acumular dívidas há vários anos, a Gibson Brands Incorporation apresentou hoje formalmente a declaração de falência para garantir a sobrevivência junto dos credores e a reorganização do negócio.

A empresa fala numa "quebra financeira devastadora", que não foi possível controlar mesmo com cortes internos.

O plano de recuperação prevê uma injeção de 135 milhões de dólares em novos créditos para que a empresa tenha liquidez e consiga manter-se operacional. Com a reestruturação, a fabricante deixa cair a área de desenvolvimento de dispositivos áudio não profissionais.

Atualmente com sede em Nashville, a Gibson foi fundada en 1894 e acompanhou várias gerações de músicos, como David Bowie, Slash, Chuck Berry - que no funeral foi enterrado com a guitarra dele -, Pete Towsend, B.B. King, Eric Clapton ou Jimmy Page.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.