Exposição retrata trabalho invisível de trabalhadores luso-canadianos

Exposição retrata trabalho invisível de trabalhadores luso-canadianos

 

Lusa/AO online   Regional   12 de Mai de 2018, 10:15

A exposição ‘Pão de Cada Dia, inaugurada na sexta-feira em Hamilton, no Canadá, pretende "reconhecer o trabalho invisível dos operários luso-canadianos que ajudaram a construir o Canadá", disse hoje à agência uma fonte da organização.


"Queremos reconhecer o trabalho invisível dos portugueses que ajudaram a construir o Canadá. Os trabalhos que fazem manualmente não são tão valorizados", afirmou Teresa Ascenção.

A exposição da artista plástica de 48 anos, filha de emigrantes açorianos, vai estar patente até ao dia 17 de agosto, no Workers Arts & Heritage Centre, em Hamilton, a 70 quilómetros a sul de Toronto.

"Tenho 20 anos de carreira nas artes e gosto de trabalhar em temas como a igualdade de género, sexualidade, ou as diferentes classes sociais. Esta é uma forma de dar a conhecer os portugueses que utilizam as suas mãos para o seu trabalho à base da força", acrescentou.

Em exibição vão estar cerca de 20 peças concluídas ao longo de 20 anos de carreira.

O material em exibição estará protegido da iluminação e do sol, tendo em conta a natureza das peças.

"Esta exibição tem o potencial de se tornar invisível devido à natureza dos trabalhos. No entanto, tomámos as medidas necessárias para que os trabalhos não sejam afetados por muita iluminação", explicou.

Segundo a artista, as várias peças são influenciadas por produtos utilizados na cozinha portuguesa e açoriana.

"Espremo o sumo dessas plantas, por exemplo beterraba, espinafre, amora, pimentão vermelho e vinho tinto. Com esse sumo cubro um papel e deixo secar, e coloco uma imagem transparente por cima do sumo seco. Depois vai para a janela, para ficar exposto ao sol. A imagem fica no papel, e pode demorar várias semanas a secar, dependentemente do produto utilizado", explicou.

A exposição ‘Pão de Cada Dia' será acompanhada por um programa dinâmico de primavera e verão, onde se incluem programas para crianças e jovens, com discussão pública da artista e com historiadores desde Hamilton a Toronto.

Calcula-se que existem cerca de 480 mil portugueses e lusodescendentes no Canadá.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.