Exército nigeriano mata 14 membros do Boko Haram e resgata 21 reféns


 

AO Online/ Lusa   Internacional   8 de Set de 2018, 01:48

O Exército nigeriano abateu esta sexta feira 14 membros do grupo 'jihadista' Boko Haram e resgatou 21 passageiros que viajavam num autocarro sequestrado esta semana, numa operação no estado de Borno, nordeste do país, de acordo com um porta-voz militar.

Os reféns, entre os quais 11 crianças, foram resgatados durante uma ofensiva na aldeia de Pulka, em Gwoza, disse o porta-voz do Exército, Texas Chukwuma, em comunicado.

Chukwuma avançou que, na quarta-feira, outros terroristas também morreram num ataque, numa iniciativa que permitiu resgatar e devolver uma centena de cabeças de gado aos respetivos donos, na cidade de Matasari, onde os terroristas extorquiram os habitantes.

Estas campanhas militares surgem após relatos não-oficiais que apontavam para uma regressão do Boko Haram, que em nove anos de luta contra a Nigéria já devastou três estados no nordeste do país.

Desde 2009, quando o grupo 'jihadista' declarou um Estado islâmico no nordeste do país, mais de 20.000 pessoas morreram e o número de deslocados atingiu perto de dois milhões naquela zona, de acordo com as Nações Unidas.

Uma força conjunta multinacional composta por soldados da Nigéria, Níger, Camarões e Chade tem combatido o crescimento do grupo no país, que continua a lançar ataques indiscriminados contra escolas, mesquitas, mercados e campos de deslocados.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.