"Estou jovem e bonita porque a graça de Deus está sobre mim"

Carregando o video...

 

João Alberto Medeiros   Regional   29 de Out de 2009, 11:22

A frase é de Maria de Sousa Alexandre, natural dos Fenais d’Ajuda, que quarta-feira completou 100 anos.Receita para atingir um século de existência é algo que diz não existir. Uma figura querida pela comunidade em que se insere
Completar 100 anos de existência é algo dificilmente acessível ao comum dos mortais. É um privilégio a que poucos têm acesso.

Na freguesia de Fenais d’Ajuda, Maria de Sousa Alexandre cometeu esta “proeza”, juntando-se ao clube restrito dos que já viveram mais do que um século e ainda circulam por aí, entre os mortais.

Natural da freguesia, a centenária gerou uma grande família de seis filhos, oito netos, cinco bisnetos e um trineto.

Maria de Sousa Alexandre é uma doméstica, profissão comum a milhares de outras que ainda proliferam nos Açores. Quando podia e houve filhos para educar tratava da comida, lavava a roupa e passava a ferro.

Trabalhou “muito” para criar os seus filhos:”sacrifiquei-me muito, naquele tempo não havia muitas farturas, passava-se algumas necessidades”.

Maria de Sousa Alexandre considera que “hoje há muita diferença para o que acontecia antigamente:agora há mais farturas, mais liberdade” no que concerne às relações entre os homens e as mulheres.

 Agradece a Deus, que é uma presença constante no seu discurso, por ter ainda todos os seus filhos vivos, que considera abençoados e “muito queridos” para consigo.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.