Estados Unidos dizem ter impedido atentado previsto para 4 de julho


 

Lusa/AO online   Internacional   2 de Jul de 2018, 17:43

A polícia federal norte-americana anunciou a detenção de um homem, próximo da rede extremista Al-Qaida, suspeito de planear um atentado em Cleveland na próxima quarta-feira, dia da festa nacional dos Estados Unidos.


Demetrius Nathaniel Pitts, também chamado Abdur Raheem Rafeeq, declarou a um agente infiltrado do FBI que pretendia matar militares e as suas famílias com um veículo armadilhado naquela cidade do Estado de Ohio.

O suspeito, com antecedentes criminais, foi detido no domingo e é acusado de apoiar uma organização terrorista.

“A sua intenção era matar soldados e as suas famílias”, declarou numa conferência de imprensa o agente especial do FBI Steve Anthony.

Nascido nos Estados Unidos, Pitts era vigiado pela polícia federal há alguns meses, depois de ter publicado nas redes sociais mensagens favoráveis à Al-Qaida e de ter exprimido o desejo de recorrer à violência armada.

“As suas mensagens no Facebook eram francamente inquietantes”, sublinhou Anthony.

Como muitas outras cidades dos Estados Unidos, Cleveland, situada na região dos Grandes Lagos, assinala com um fogo de artifício o Dia da Independência, a 4 de julho de 1776.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.