Ensino profissional é cada vez mais procurado por alunos da região

Ensino profissional é cada vez mais procurado por alunos da região

 

Lusa/AO Online   Regional   9 de Jun de 2010, 06:10

O número de alunos que escolhem o ensino profissional nos Açores é cada vez maior, existindo atualmente uma diferença inferior a dois mil alunos entre esta via e o ensino regular, revelou hoje a secretária regional da Educação.

Maria Lina Mendes, que falava no encerramento do Fórum das Profissões, organizado pela Fundação de Educação Profissional da Praia da Vitória, na Terceira, elogiou o trabalho que tem sido desenvolvido pelas escolas profissionais do arquipélago, numa altura em que existem cada vez mais alunos a preferirem esta via de ensino.

Os dados oficiais indicam que existem atualmente 4287 alunos a frequentar cursos técnico-profissionais nos Açores e cerca de 6000 alunos no ensino secundário regular.

Para Lina Mendes, "já não há uma grande diferença entre as opções" e "já se retirou o conceito de alternativa, porque a formação profissional é uma boa opção” para concluir o ensino básico e conseguir uma certificação, além de representar "um trampolim para o ensino superior".

Para além dos cursos tecnológicos, profissionais e de aprendizagem e do PROFIJ (Programa de Formação de Jovens), a aposta do executivo regional abrange também os cursos de requalificação de ativos, como o Reativar e o Rede Valorizar.

Estes cursos, segundo Lina Mendes, permitem "avaliar o que os ativos já sabem pela sua experiência, certificar as competências e indicar o que falta a fazer".

O Fórum das Profissões decorreu durante dois dias no Auditório do Ramo Grande, na Praia da Vitória, com a participação de mais de mil alunos de várias escolas da ilha Terceira.

Este encontro, que é uma mostra da oferta formativa da região, contou com a participação das 16 escolas profissionais dos Açores.

Domingos Borges, diretor da Fundação de Ensino Profissional da Praia da Vitória, fez um balanço positivo, frisando que é preciso "apostar cada vez mais nos jovens e nas suas orientações profissionais".


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.