Empresas municipais da Povoação encerram

Empresas municipais da Povoação encerram

 

Carla Ormonde   Regional   26 de Nov de 2012, 08:48

As empresas municipais da Povoação que têm participação nas Piscinas Municipais e no Campo de Futebol das Furnas vão encerrar até março, por imposição do Governo Central.

Este facto foi comunicado aos munícipes, recentemente, por Carlos Ávila, presidente da Câmara Municipal, via newsletter, um documento que pretendeu informar que o município “conseguiu finalmente livrar-se de todos os indicadores legais, definidores do Desequilíbrio Financeiro Estrutural e da falência”.

Nesta newsletter, remetida pela Câmara Municipal da Povoação pode ler-se que “pelo menos por agora, o Governo Central não nos poderá mandar para a falência”, cita uma nota da autarquia.

O documento enviado aos povoacenses fazia referência ao esforço conjunto dos membros da câmara e população: “todos com a sua compreensão, com o seu trabalho e a sua colaboração temos contribuído para este programa de poupança que parece estar a dar os seus frutos”.

No entanto, o autarca povoacense frisa que a meta ainda está longe, alegando que “os tempos só nos trazem dúvidas, acho que podemos ter agora mais esperança num melhor futuro que há uns anos atrás”.

Apesar do esforço financeiro para reduzir a dívida, sem aumentar impostos, Carlos Ávila e o seu executivo ainda não conseguiram resolver outros problemas financeiros, como parte da dívida de curto prazo e o problema das empresas municipais, nomeadamente aquela que tem participação nas Piscinas Municipais e no Campo de Futebol das Furnas e é desta forma que, o autarca informa que vai encerrar, até ao mês de março, as referidas empresas municipais.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.