Emigrantes de Fall River testaram resistência dos campeões nacionais

Carregando o video...

 

Lusa / AO online   Futebol   21 de Mai de 2010, 15:04

A resistência dos futebolistas e equipa técnica do Benfica foi posta à prova na quinta-feira em Fall River, Estados Unidos, onde durante duas horas tiveram de dar autógrafos e posar para as fotografias de meio milhar de emigrantes.
Em vez dos habituais toques na bola, famílias e grupos de amigos exultantes com a presença dos campeões nacionais no restaurante “Vénus de Milo” obrigaram Saviola, Nuno Gomes e companheiros a mostrar destreza e rapidez na caneta, além de criatividade na pose e sorriso para as fotografias, e na resposta aos “piropos” de que foram sendo alvos ao longo de toda a noite.

“David Luiz fica no Benfica. O dinheiro não é tudo. Vais ser muito mais feliz no Benfica”, gritava um adepto a escassos metros do central.

“Ó Nuno Gomes, olha para aqui”, pedia outro, de máquina fotográfica em riste, furando por entre um aglomerado de adeptos. “Senhor presidente, senhor presidente!”, pedia ainda outro a Luis Filipe Vieira.

Ao centro da mesa corrida onde se sentavam os jogadores do Benfica, o troféu de campeão da Liga de 2009/10. Foi a surpresa que o presidente benfiquista trouxe como “homenagem” aos emigrantes e o primeiro grande momento de euforia da noite.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.