Embarcação com 56 refugiados rohingya resgatada na Malásia

Embarcação com 56 refugiados rohingya resgatada na Malásia

 

Lusa/AO online   Internacional   3 de Abr de 2018, 09:48

Navios de guerra da Malásia intercetaram esta terça-feira uma embarcação com refugiados da minoria muçulmana rohingya que desembarcaram na ilha de Langkawi, no norte do país, informaram fontes oficiais de Kuala Lumpur.

Na embarcação viajam 56 pessoas, incluindo 18 mulheres e 19 crianças da minoria muçulmana vítima de perseguições na Birmânia.

“Os refugiados desembarcaram em Lankawai e encontram-se sob a alçada das autoridades responsáveis pela imigração”, disse o comandante da Mohamad Rosli da Marinha de Guerra da Malásia.

“Encontram-se em boas condições. Demos-lhes água e comida”, acrescentou o oficial.

A Marinha de Guerra da Malásia encontrava-se em alerta e esperava a passagem da embarcação com os refugiados que tinha sido avistada ao largo da ilha tailandesa de Lanta no domingo.

Devido ao mau tempo, a embarcação com os 56 refugiados a bordo aproveitou para abastecer-se antes de navegar rumo à Malásia onde vive uma importante comunidade rohingya.

Trata-se do primeiro bote com refugiados detetado no mar de Andaman desde 2015, ano em que milhares de rohingya e cidadãos do Bangladesh foram abandonados pelas redes de tráfico de pessoas da Tailândia.

Várias organizações já alertaram para o risco de um êxodo de grandes proporções devido à deterioração das condições de vida nos campos de refugiados do Bangladesh onde se encontram 700 mil pessoas que fugiram da Birmânia onde são perseguidos pelos militares.

As Nações Unidas acusam as autoridades birmanesas de “limpeza étnica” contra a minoria muçulmana.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.