Dia Mundial sem Tabaco assinala-se hoje


 

Lusa/AO On line   Nacional   31 de Mai de 2010, 06:27

 O Dia Mundial sem Tabaco assinala-se hoje com várias iniciativas pelo país para sensibilizar a população para os malefícios do tabaco e alertar para o crescente aumento do número de mulheres fumadoras.

O tema escolhido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para celebrar a efeméride - “O Tabaco e o género, com ênfase para publicidade dirigida às mulheres” - visa chamar a atenção para as estratégias utilizadas pela indústria do tabaco para aumentar o consumo dos seus produtos por parte das mulheres.

Segundo a OMS, dos mil milhões de fumadores no mundo, cerca de 200 milhões são mulheres.

Associando-se aos esforços da OMS, o Instituto de Educação (IE) realiza hoje uma campanha, na Universidade do Minho, de prevenção do consumo de tabaco na mulher, que consiste na afixação massiva dos cartazes produzidos pela OMS.

“O desafio será envolver todas as instituições de ensino superior, enviando os materiais produzidos pela OMS e pelo IE para outras universidades, com um apelo para a sua reprodução e afixação massiva”, refere o Instituto de Educação.

Em Lisboa, irá decorrer o I Fórum Ambiente e Saúde Respiratória, promovido pela Fundação Portuguesa do Pulmão, em parceria com o Programa Ambiente e Saúde da Fundação Calouste Gulbenkian.

A Comissão de Trabalho de Tabagismo da Sociedade Portuguesa de Pneumologia assinala a efeméride em Coimbra, com uma reunião subordinada ao tema "A Mulher Fumadora", com a participação de responsáveis das consultas de cessação tabágica da Região Centro e de profissionais das áreas da Psicologia Clínica, Nutrição e Saúde Materno-infantil.

Decorrerão ainda ações de sensibilização e rastreio no Instituto de Oncologia de Coimbra.

Em Almodôvar, a Missão Coração Feliz irá realizar várias ações para promover a saúde e prevenção das doenças cardiovasculares, uma iniciativa promovida pelo Instituto Nacional de Cardiologia Preventiva.

No âmbito das comemorações, a Comissão de Prevenção do Tabagismo do Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho realiza o fórum “Tabaco a mulher e a publicidade”.

Segundo um inquérito Eurobarómetro divulgado em Bruxelas, 23 por cento dos portugueses fumam, uma percentagem que está abaixo da média dos Estados-membros da União Europeia (29 por cento), e a maioria dos fumadores (79 por cento) consome cigarros.

O Eurobarómetro mostra também que há mais homens (Portugal 30 por cento, UE 35 por cento) do que mulheres (PT 17 por cento, UE 25 por cento) a fumar.

Por outro lado, o maior número de fumadores encontra-se na faixa etária dos 40 aos 54 anos (PT 35 por cento, UE 35 por cento), seguindo-se a dos 25-39 (PT 32 por cento, UE 37 por cento) e dos 15-24 (PT 22 por cento, UE 35 por cento).


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.