Défice comercial português baixou 7,2%

Défice comercial português baixou 7,2%

 

Lusa / AO online   Economia   9 de Out de 2007, 15:38

As exportações portuguesas cresceram 10,0 por cento nos sete primeiros meses de 2007 e as importações aumentaram 4,0 por cento, permitindo uma redução de 7,2 por cento no défice comercial português, indicou hoje o INE.
    A taxa de cobertura das importações pelas exportações melhorou de 65,0 por cento nos sete primeiros meses de 2006 para 68,8 por cento em igual período do ano em curso.

    De Janeiro a Julho de 2007, Portugal exportou 22.183,9 milhões de euros e importou 32.262,0 milhões de euros, do que resultou um saldo negativo de 10.078,1 milhões de euros na balança comercial no período em análise.

    As exportações para os 26 parceiros da União Europeia cresceram 8,2 por cento nos sete primeiros meses do ano e as importações subiram 4,3 por cento, o que permitiu uma redução de 3,8 por cento no défice comercial português.

    A taxa de cobertura das importações pelas exportações no comércio com a União Europeia progrediu, passando de 67,6 por cento nos sete primeiros meses do ano passado para 70,1 por cento em igual período deste ano.

    No período em análise, destaque para o aumento de 20,0 por cento nas exportações de máquinas e outros bens de capital, para o acréscimo de 12,8 por cento nos produtos alimentares e bebidas e para o crescimento de 10,6 por cento no material de transporte e acessórios.

    As exportações de combustíveis e lubrificantes recuaram 22,5 por cento nos sete primeiros meses de 2007, em comparação com igual período do ano anterior.

    Quanto às importações, salienta-se pela positiva o aumento de 15,6 por cento nos produtos alimentares e bebidas e, pela negativa, o recuo de 15,3 por cento no valor das compras de combustíveis e lubrificantes ao estrangeiro.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.