Dadoras do Banco de Leite Humano ainda são insuficientes


 

Lusa / AO online   Nacional   5 de Jan de 2010, 17:59

As doze dadoras do Banco de Leite Humano, a funcionar desde Agosto na Maternidade Alfredo da Costa, são insuficientes para responder às necessidades dos bebés prematuros, disse à Lusa o responsável do serviço.
O recrutamento de dadoras iniciou-se em Julho e, desde Agosto, o banco já recebeu leite de 26 mulheres, que já alimentaram cerca de 40 recém-nascidos do serviço de neonatologia da Maternidade Alfredo da Costa.

Neste momento, apenas sete bebés estão a ser alimentados, por escassez de leite, disse hoje à agência Lusa o médico responsável pelo primeiro banco de leite humano em Portugal, Israel Macedo.

“Eram necessárias mais dadoras” porque são poucas as mulheres que dão leite em quantidade suficiente, explicou o médico, adiantando que devido a esta situação apenas os bebés com menos de 32 semanas estão a ser alimentados com este leite.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.