Construção civil

Custos de habitação nova estabilizam em Novembro


 

Lusa / AO online   Economia   8 de Jan de 2010, 11:13

Os custos de construção de habitação nova no Continente registaram em Novembro uma variação homóloga nula, enquanto o índice de preços de manutenção e reparação diminuiu, segundo dados divulgados esta sexta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).
De acordo com o INE, a estabilização do índice de custos de construção de habitação nova foi, sobretudo, determinado pela evolução da componente 'Materiais', que registou uma queda homóloga de 3,8 por cento, superior em 2,2 pontos percentuais à variação registada em Outubro.

Já a componente 'Mão-de-Obra' registou em Novembro de 2009 um aumento de 0,1 pontos percentuais face ao mês anterior, situando-se em 3,2 por cento.

Em Outubro, o índice de custos de construção de habitação novamantinha uma variação negativa de 1,2 por cento.

Os preços de manutenção e reparação regular da habitação no Continente diminuíram em Novembro 1,1 pontos percentuais face a Outubro, situando-se em 0,6 por cento.

Este comportamento foi "fortemente influenciado pela diminuição de 2,9 pontos percentuais da taxa observada na região de Lisboa e Vale do Tejo, que foi a única a registar um valor negativo", um recuo de 1,5 por cento.

O Alentejo foi a região que registou a taxa de variação homóloga mais elevada (2,1 por cento) do índice de preços de manutenção e reparação regular da habitação em Novembro.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.