Investigação

Criada primeira célula viva com genoma sintético


 

Lusa / AO online   Internacional   20 de Mai de 2010, 18:03

Cientistas norte-americanos anunciaram esta quinta-feira a criação da primeira célula viva com um genoma sintético, assim como as possíveis aplicações desta descoberta: compreensão dos mecanismos da vida e produção de vacinas ou mesmo de ingredientes alimentares.
O anúncio foi feito por Craig Venter, fundador do Instituto com o mesmo nome (Estados Unidos) e co-autor da primeira sequenciação do genoma humano em 2000.

“Este cromossoma - o elemento portador da informação genética - foi produzido a partir de quatro frascos de substâncias químicas e um sintetizador, e tudo começou com informações informáticas”, afirmou.

Para o investigador, a descoberta é um “passo importante científica e filosoficamente”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.