Droga

Consumo de heroína e cocaína preocupa IDT


 

Lusa / AO online   Nacional   28 de Jun de 2010, 12:44

O presidente do Instituto da Droga e da Toxicodependência, João Goulão, afastou esta segunda-feira o consumo de anfetaminas como cenário preocupante em Portugal, que continua a ter na heroína e cocaína os maiores focos de preocupação.
O Relatório Mundial de Drogas 2010, divulgado na semana passada pelas Nações Unidas, alerta que o consumo de anfetaminas continua a crescer, estando próximo de envolver tantas pessoas quantas as que consomem cocaína e opiáceos juntas.

“Em Portugal não temos uma correspondência relativamente a isso. O ecstasy teve um ‘boom’ muito grande em 1995, mas a partir daí tem-se estabilizado. Não houve um crescimento exponencial como em dado momento chegámos a recear”, disse à agência Lusa o presidente do Instituto da Droga e da Toxicodependência (IDT).

Apesar de admitir que, num mundo globalizado, estes fenómenos possam alastrar com facilidade, João Goulão julga que o relatório diz respeito, sobretudo, à realidade de alguns países do leste europeu, como a República Checa.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.