Condenado à morte executado por fuzilamento

Condenado à morte executado por fuzilamento

 

Lusa / AO online   Internacional   18 de Jun de 2010, 11:16

Um condenado à morte foi esta sexta-feira executado pouco depois das 6:00, por fuzilamento, no Estado norte-americano de Utah, depois de ter sido recusado um último pedido de clemência, informaram fontes prisionais.
Os advogados de Ronnie Gardner, que pediu para ser executado por um pelotão de fuzilamento, tinham apresentado na quinta-feira um derradeiro pedido de clemência, mas este foi recusado.

O Estado de Utah aboliu as execuções a tiro em 2004, mas as pessoas condenadas à morte entes desta data mantêm o direito de opção entre este método e a injecção letal. O último fuzilamento no Estado de Utah data de 1996.

Ronnie Gardner, 49 anos, foi condenado em 1985 por assassínio de um advogado quando tentava evadir-se do tribunal em que estava a ser julgado também por assassínio, em 1984, durante um ataque à mão armada.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.