Rússia

Comunistas exigem demissão de primeiro-ministro Vladimir Putin


 

Lusa / AO online   Internacional   23 de Fev de 2010, 16:26

Milhares de comunistas manifestaram-se esta terça-feira nas ruas de várias cidades russas contra a reforma das Forças Armadas e a exigir a demissão do primeiro-ministro Vladimir Putin.
Na capital russa, mais de quatro mil comunistas reuniram-se na Praça do Triunfo a pretexto da celebração do Dia das Forças Armadas Soviéticas (actualmente rebaptizado Dia do Defensor da Pátria), mas as críticas à política do Kremlin dominaram as palavras de ordem e os discursos.

O dirigente do Partido Comunista da Rússia, Guennadi Ziuganov, declarou que o país “não tem possibilidade de manter o complexo militar existente”, sublinhando que “a Rússia está dez vezes atrás da NATO quanto ao potencial nuclear” e que o potencial nuclear de contenção “já mal dá sinais de vida”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.