Comissário Europeu da Política Regional inicia hoje visita aos Açores

Comissário Europeu da Política Regional inicia hoje visita aos Açores

 

Lusa/AO online   Regional   12 de Set de 2012, 13:54

O comissário europeu para a Política Regional, Johannes Hahn, inicia hoje uma deslocação aos Açores, que inclui a participação na 18.ª Conferência de Presidentes das Regiões Ultraperiféricas e visitas a projetos desenvolvidos no arquipélago com financiamentos europeus

O comissário responsável pelos fundos estruturais vai deslocar-se às ilhas de S. Miguel, Faial, Pico, Flores e Corvo, numa visita que considera representar uma oportunidade para conhecer a região e perspetivar novas possibilidades de desenvolvimento no quadro da Estratégia Europa 2020.

Johannes Hahn visita na quinta-feira a Central Geotérmica do Pico Vermelho e o Centro de Monitorização e Investigação da Lagoa das Furnas, em S. Miguel, seguindo depois para a Horta, no Faial, onde participará sexta-feira na reunião dos presidentes das regiões ultraperiféricas.

O programa prevê ainda, entre outras, visitas ao Centro de Interpretação do Vulcão dos Capelinhos, no Faial, e à nova Torre de Controlo do Aeroporto do Corvo.

Numa declaração sobre a viagem, Johannes Hahn salientou que a Comissão Europeia pretende que cada região ultraperiférica elabore, juntamente com o respetivo Estado membro, um “plano de ação que reflita a sua própria capacidade para a modernização dos setores tradicionais e para diversificar”, através da escolha de novas áreas de investimento.

Esses planos constituirão, segundo o comissário europeu, “uma ferramenta útil para reforçar a parceria entre a Comissão e cada uma dessas regiões”.

As autoridades europeias estão a preparar o estabelecimento de acordos de parceria com os Estados membros com vista à elaboração da política de coesão que vai vigorar entre 2014 e 2020.

No quadro de financiamento comunitário que termina em 2013, as oito regiões ultraperiféricas da União Europeia beneficiaram de apoios reforçados destinados a compensar o seu afastamento, insularidade, pequena superfície, relevo e clima difíceis, assim como a dependência económica em alguns produtos.

No período de 2007 a 2013 foram alocados às regiões ultraperiféricas um total de 5,9 mil milhões de euros no âmbito dos fundos estruturais.

Até finais de 2013, as regiões ultraperiféricas beneficiarão também de uma dotação específica de 979 milhões de euros para compensar as desvantagens que enfrentam.

A União Europeia integra nove regiões ultraperiféricas, que são territórios geograficamente distantes do continente europeu, mas que são parte integrante dos Estados membros a que pertencem.

As regiões ultraperiféricas são Madeira e Açores (Portugal), Canárias (Espanha) e Martinica, Guadalupe, Guiana, Reunião, Saint-Barthélemy e Saint-Martin (França).


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.