Comissão científica sugere mudanças no painel climático da ONU


 

Lusa/AO online   Internacional   30 de Ago de 2010, 18:44

O Painel Intergovernamental das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas deve abrir-se a “visões alternativas” sobre o fenómeno, para evitar erros e opiniões tendenciosas, recomenda um relatório independente sobre o funcionamento do organismo.
O relatório, pedido pelo Painel Intergovernamental das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas (IPCC, na sigla inglesa) em Março a um grupo de peritos de academias de ciências de diversos países, conclui que o painel foi “de modo geral bem-sucedido”, mas diz que mais deve ser feito para que as suas posições possam reflectir a “genuína controvérsia” científica em torno das alterações climáticas.

Um relatório do IPCC, datado de 2007, considerou as alterações climáticas “inequívocas” e “muito provavelmente” causadas pela acção do homem, conclusões fortemente contestadas por parte da comunidade científica.

Pelos esforços no alerta em relação ao fenómeno, o painel recebeu no mesmo ano Prémio Nobel da Paz, partilhado com o antigo vice-presidente norte-americano Al Gore.

O relatório hoje apresentado foi pedido em Março pelo IPCC, depois de o painel ter admitido que não dispunha de provas científicas para as conclusões de que os glaciares dos Himalaias iriam desaparecer em 2035, conforme havia defendido.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.