Cofaco adia por 15 dias transferência de trabalhadores do Faial para o Pico

Cofaco adia por 15 dias transferência de trabalhadores do Faial para o Pico

 

Lusa / AO online   Regional   1 de Mar de 2010, 11:58

A administração da conserveira Cofaco adiou por duas semanas a transferência dos 42 trabalhadores da fábrica do Faial, que a empresa vai encerrar, para a unidade do Pico, revelou hoje fonte sindical.
João Decq Mota, da União de Sindicatos da Horta, revelou que os trabalhadores da denominada 'Fábrica do Pasteleiro' receberam uma carta da administração indicando que “já não tinham de se apresentar a 1 de Março, como estava inicialmente previsto, na fábrica do Pico, mas apenas no dia 15”.

Para o dirigente sindical, este adiamento poderá estar relacionado com a reunião marcada para terça-feira, na cidade da Horta, entre a administração da Cofaco, o governo regional e os sindicatos.

Nesse sentido, João Decq Mota afirmou ter esperança de que ainda seja possível “manter a fábrica do Faial a laborar”, que continua a ser a principal reivindicação dos trabalhadores e dos sindicatos.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.