Crise financeira

China empenhada na "cooperação internacional"


 

Lusa/AOonline   Economia   9 de Out de 2008, 11:40

A China manifestou-se empenhada em "fortalecer a cooperação" com outros países e instituições para "estabilizar a situação financeira internacional" e "restaurar a confiança" dos mercados.
"Vamos manter uma estreita comunicação com outros países (…) A China é um país responsável", disse o porta-voz do ministério chinês dos Negócios Estrangeiros, Qin Gang.

    Como outros bancos centrais, o Banco Popular da China anunciou quarta-feira uma redução da taxa de juro.

    Analistas citados pela imprensa oficial sustentam que a actual crise financeira "não terá impacto significativo" na economia chinesa, mas as duas Bolsas do país, em Xangai e Shenzhen, voltaram a descer hoje, pelo quarto dia consecutivo.

    No primeiro semestre de 2008, a economia cresceu 10,4 por cento - menos 1,7 pontos percentuais que em igual período do ano passado.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.