Chile/Sismo: Pelo menos 300 mortos - Balanço oficial atualizado


 

lusa   Internacional   28 de Fev de 2010, 12:00

Pelo menos 300 pessoas morreram em consequência do forte sismo de magnitude 8,8 que atingiu no sábado o centro e sul do Chile, de acordo com um balanço atualizado fornecido pelo Gabinete Nacional de Urgências (Onemi).

A maioria das vítimas (90 por cento) morreu durante o sono, já que o sismo foi registado às 03:34 locais (06:34 em Lisboa), disse a diretora do Onemi, Carmen Fernandez, quase 24 horas após o tremor de terra.

Num balanço anterior, divulgado duas horas antes, referia-se a existência de 214 mortos, 15 desaparecidos e dois milhões de pessoas afetadas pelo sismo, um dos mais violentos do último século.

A região costeira da cidade de Concepcion, a cerca de 500 quilómetros a sul da capital chilena, foi a mais atingida pelo sismo, sendo difícil ter uma ideia exata da situação devido ao corte nas comunicações.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.