Certificação civil da Base das Lajes até final de julho

Certificação civil da Base das Lajes até final de julho

 

Lusa/AO Online   Regional   19 de Jun de 2018, 08:11

A secretária regional dos Transportes e Obras Públicas assegurou hoje que a certificação da Base das Lajes para uso civil, uma pretensão das forças vivas da ilha Terceira, vai ter lugar até final de julho.

Ouvida em sede da comissão parlamentar de Economia, em Angra do Heroísmo, na sequência de um requerimento do PS/Açores sobre transportes, acessibilidades e infraestruturas portuárias na Terceira, Ana Cunha referiu que estão criadas as condições para viabilizar o inicio das obras no terminal de carga da aerogare civil das Lajes, que estava dependente da transferência de um terreno para a região.

“Aguarda-se apenas a fomalização dessa transferência até ao final do mês de junho. Depois, seguindo o processo concursal os seus trâmites, terá lugar a comunicação da adjudicação ao empreiteiro e, se tudo correr bem, no final de setembro a empreitada terá o seu início”, declarou a titular da pasta das Obras Públicas.

O presidente do Governo dos Açores, em junho de 2017, reafirmou que o protocolo de cooperação assinado com o Governo da República visando a certificação da Base das Lajes para utilização permanente por aeronaves civis constitui “mais um passo” para que esta infraestrutura reforce a sua importância no desenvolvimento económico e social da ilha Terceira e dos Açores.

“Faço votos para que sejamos capazes de concluir este processo antes dos dois anos previstos, porque será um bom sinal e, sobretudo, será um bom resultado para a ilha Terceira e para a Região Autónoma dos Açores”, frisou, na altura, Vasco Cordeiro.

Esta é uma das medidas que consta, também, do Plano de Revitalização Económica da Ilha Terceira (PREIT), apresentado em janeiro de 2015 pelo Governo dos Açores, na sequência da decisão dos EUA de reduzir o seu contingente militar e civil na Base das Lajes, e que o Governo da República assumiu como o documento orientador da sua ação nesta matéria.

Ana Cunha adiantou ainda aos deputados que a linha lilás da operadora marítima Atlancoline vai assegurar três ligações por ocasião das festas Sanjoaninas, um dos principais cartazes turísticos da ilha Terceira, na sequência de uma proposta do presidente da Câmara Municipal de Angra do Heroísmo.

A governante adiantou aos deputados da Comissão de Economia que o terminal de transhipment da Terceira já foi alvo de uma resolução do Conselho do Governo, em maio, que mandatava a empresa pública Portos dos Açores a lançar os procedimentos para a viabilização da sua construção.

Em relação à opção do terminal de passageiros e cruzeiros, Ana Cunha disse que o Governo dos Açores “já está a trabalhar no seu desenvolvimento” no âmbito do reordenamento que a Portos está a proceder da bacia do porto da Praia da Vitória, que contempla "várias hipóteses”.

Ana Cunha transmitiu também à Comissão de Economia que a Azores Airlines vai retomar as ligações Terceira-Porto no inverno.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.