CDS/Açores diz que a mobilidade dos açorianos “está cada vez mais difícil”

CDS/Açores diz que a mobilidade dos açorianos “está cada vez mais difícil”

 

Lusa/Ao online   Regional   25 de Ago de 2018, 09:30

O líder do CDS-PP/Açores, Artur Lima, lamentou esta sexta feira que a mobilidade interna dos açorianos esteja "cada vez mais difícil", apesar de reconhecer o "esforço" feito pelo Governo Regional do PS, para melhorar a situação.

"Não se consegue lugares inter-ilhas e muito menos lugares para o continente", recordou o dirigente centrista, em declarações aos jornalistas, no arranque das jornadas parlamentares do CDS, realizadas na ilha do Pico, acrescentando que "as acessibilidades e a mobilidade interna dos açorianos está limitada por via aérea e o governo não conseguiu, uma vez mais, resolver o problema".

Artur Lima lembrou ainda que, no caso concreto das acessibilidades aéreas à ilha do Pico, a situação seja atualmente melhor, do que há alguns anos, mas apenas porque o CDS apresentou uma proposta no parlamento açoriano para que se realizasse uma segunda ligação do Pico com o exterior.

"Se o Governo ouvisse mais a oposição e se ouvisse mais o CDS, talvez governasse melhor", insistiu o líder dos centristas açorianos, lamentando que o executivo socialista não passe de "um governo de intenções, um governo de contingência e um governo de café, que governa conforme as notícias da comunicação social".

Artur Lima referiu-se também à prometida obra do novo cais de passageiros do porto de São Roque do Pico, que passados seis anos, continua por concretizar, apesar da promessa assumida pelo presidente do Governo, Vasco Cordeiro.

"Este governo excedeu o seu tempo para fazer a obra do porto de São Roque", concluiu o dirigente centrista, adiantando que "é preciso um governo novo que atue, de uma vez e concretize a obra ansiada há muito pelos picarotos".

As jornadas parlamentares do CDS/Açores, dedicadas aos transportes e às acessibilidades, terminam no domingo.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.