Vereador do PS na autarquia de Nordeste abandona reunião de câmara

Vereador do PS na autarquia de Nordeste abandona reunião de câmara

 

Susete Rodrigues/AO Online   Regional   4 de Set de 2018, 10:44

O vereador do PS na autarquia de Nordeste, Carlos Mendonça, abandonou a reunião de câmara, realizada na segunda-feira, após o presidente, António Miguel Soares, lhe faltar ao respeito ainda durante “o 'Período Antes da Ordem do Dia', quando se abordava a queixa da Caixa Geral de Depósitos ao município, solicitando 7,5 milhões de euros de dívida pela construção das piscinas cobertas”, refere comunicado da vereação.

Segundo o vereador do PS “há determinadas atitudes que, devido ao número de repetições, se tornam intoleráveis, como aquela que se assistiu hoje (ontem) em reunião de câmara. O autarca António Miguel Soares durante uma discussão política, faltou ao respeito à funcionária responsável por secretariar a reunião e, aos restantes membros da câmara municipal, com a atitude de bater com a mão na mesa, de forma agressiva e ofensiva, durante a sua tentativa de argumentação. Depois de o informar que não admitia essa falta de respeito por parte de ninguém, principalmente vinda de um presidente de câmara numa reunião de câmara, em que expliquei que além de demonstrar a referida falta de respeito, também, revelava falta de liderança da sua parte, o respetivo presidente de câmara confrontou-me, como que a justificar os seus atos, com assuntos pessoais referentes há minha família”.


Diz ainda que o presidente da câmara, “demonstrou assim, repetidamente, uma falta de respeito para comigo, enquanto pessoa, na qualidade de vereador da oposição e, enquanto representante dos nordestenses nas reuniões de câmara. Não aceito que envolvam questões familiares num debate político, ainda mais de forma tão desrespeitadora. Julgo que o presidente de câmara deve refletir sobre a posição e atitude que tomou nesta reunião e sobre aquilo que tem sido a sua preocupação ao longo de todas as reuniões de câmara desde a sua tomada de posse".


Carlos Mendonça, explica no comunicado que o "para o elenco camarário eleito pelo PSD, a preocupação constante é criticar, comentar, questionar, interrogar assuntos relacionados com o vereador do PS, Carlos Mendonça, ou então, relativamente ao seu mandato enquanto presidente de câmara da mesma autarquia (2013-2017). Não existe por parte do atual executivo do PSD, uma preocupação sobre a atual situação do concelho nem dos nordestenses. A grande preocupação é a perseguição e campanha negativa ao anterior presidente de câmara e atual vereador da oposição".


Acrescenta que "durante estes 10 meses, tenho aturado esta campanha de “bota-abaixo” do PSD nas reuniões de câmara, tenho-me apercebido que a preocupação deste PSD é apenas a perseguição à minha pessoa, esquecendo por parte deles, todo o trabalho de executivo numa câmara, prejudicando a gestão e o funcionamento da autarquia de Nordeste. No entanto há determinadas atitudes que, devido ao número de repetições, se tornam intoleráveis, como aquela que se assistiu em reunião de câmara".


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.