Carlos César critica reação "desumana" da oposição em Angra do Heroísmo

Carlos César critica reação "desumana" da oposição em Angra do Heroísmo

 

Lusa/AO Online   Regional   7 de Dez de 2011, 08:28

 O presidente do PS/Açores, Carlos César, criticou hoje a reação “desumana” da oposição à renúncia de mandato da presidente da Câmara de Angra do Heroísmo, salientando as “circunstâncias familiares infelizes” que originaram a decisão.

Para Carlos César, houve um “manifesto aproveitamento político” da situação e “alguma desumanidade na primeira abordagem da questão”, considerando “no mínimo, censurável o que a oposição fez”.

A presidente da Câmara de Angra do Heroísmo, a socialista Andreia Cardoso, renunciou ao mandato alegando razões familiares, mas Carlos César especificou hoje que, na sequência da morte do pai, a autarca “tem que assumir determinadas funções e responsabilidades em empresas da sua família”.

Na sequência dessa renúncia, o vice-presidente da autarquia e a restante vereadora socialista também renunciaram, estando ainda por decidir se a solução para o município passará pela realização de eleições.

Carlos César desvalorizou o problema, considerando que se trata de uma “situação normal”.

“É uma situação que terá que ser resolvida pelo PS e o PS vai resolvê-la”, afirmou, recordando que se realiza na quarta-feira à noite uma reunião de um órgão do partido na Terceira para analisar o problema.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.