Venezuela

Caracas expulsa alegado membro da ETA


 

Lusa / AO online   Internacional   31 de Mar de 2010, 15:01

As autoridades venezuelanas expulsaram esta quarta-feira da Venezuela e enviaram para a França, um alegado militante da ETA, detido no Aeroporto Internacional Simón Bolívar de Maiquetía, a norte de Caracas, que pretendia entrar no país, num voo oriundo do México.
"Walter Wandelin, dirigente do partido Ezquerda Independentista Basca, informou-me que embarcou num avião da Air France, para desta maneira concretizar a expulsão do país”, anunciou Marino Alvarado coordenador da ONG Programa Venezuelano de Educação e Ação em Direitos Humanos (PROVEA).

Segundo a PROVEA, Walter Wendelin foi detido no domingo e levado para a sede do Serviço Bolivariano de Inteligência (polícia política) onde foi “submetido a intensos interrogatórios”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.