Economia

Capturas registam quebra de 25% até Maio nos Açores

Capturas registam quebra de 25% até Maio nos Açores

 

Lusa/AO online   Regional   20 de Jun de 2010, 15:52

O volume de pesca descarregada dos portos dos Açores nos primeiros cinco meses deste ano registou uma quebra de 25 por cento, face ao período homólogo de 2009, revelou o Serviço Regional de Estatística.

Entre janeiro e maio, os pescadores açorianos entregaram em lota 2.528 toneladas de pescado, contra 3.390 nos primeiros cinco meses do ano passado. Em declarações à Agência Lusa, o dirigente da Federação de Pescas dos Açores Liberato Fernandes considerou que uma quebra de capturas tão acentuada reflete a crescente redução de recursos que se tem verificado nos mares do arquipélago. O recuo no volume de capturas, acompanhado de uma baixa dos preços do pescado em primeira venda, deixa a actividade pesqueira numa “situação difícil” na região, afirmou. Segundo acrescentou, trata-se de um quadro de dificuldades que ocorre desde 2009, "um dos piores das últimas décadas", e que é agravado com a constante subida dos encargos com fatores de produção que vão dos combustíveis às redes de pesca. Para ajudar a ultrapassar o atual cenário e promover a recuperação de recursos piscícolas nos mares dos Açores Liberato Fernandes insistiu na necessidade de diminuição do esforço de pesca através, nomeadamente, da criação de apoios à suspensão temporária e alternada da actividade da frota.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.