Açoriano Oriental
Canoístas consideram que estágio foi muito gratificante
Os atletas de Canoagem do Clube Naval da Horta Clife Pedro, Cátia Solas, Pedro Cipriano e Jacinto Cipriano estiveram em estágio, nos últimos dias, nas Sete Cidades, ilha de São Miguel.
Canoístas consideram que estágio foi muito gratificante

Autor: SR/CNH
Esta foi uma iniciativa do monitor da Secção de Canoagem do Clube Naval da Horta, Francisco Garcia, e do canoísta internacional, Jorge Castro, que foi o teinador do grupo faialense em São Miguel.

Estágio positivo
De acordo com o Clube Naval da Horta e na opinião dos jovens que estiveram na ilha de São Miguel, o estágio foi “muito positivo e interessante”.
“Ficámos a saber como é a Canoagem na realidade no que toca a velocidade”, sublinha Cátia Solas, acrescentando que treinaram em kayaks K1 (usados em provas de velocidade) e em água doce, o que “ajudou no equilíbrio das embarcações”.
“Como a água é mais pesada, faz com que criemos mais resistência”, frisa esta atleta.
Estiveram também a estagiar canoístas das ilhas do Pico e ilha da Terceira.
Para Pedro Cipriano esta foi “uma experiência a não perder”, salientando que “vale a pena ser canoísta”.
Por seu turno, Cátia Solas afirma com toda a convicção que “cada vez tem mais” a certeza de que quer fazer da Canoagem um rumo de vida.
Jacinto Cipriano não fala da modalidade com a mesma ambição, mas salienta pela positiva este estágio e o facto ter constituído “uma oportunidade para aprender coisas novas”.
No entender de Clife Pedro, vencedor de inúmeros títulos, alguns dos quais a nível nacional, “esta foi uma participação que deu para aprender coisas novas”, já que a objectivo deste atleta é a evolução constante.
Esta foi também uma forma de promover a Canoagem na ilha de São Miguel em particular e nos Açores, no geral, modalidade que tem vindo a mostrar um bom desenvolvimento.
 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.