Bruxelas quer tornar mais atrativos ensino e formação profissionais

Bruxelas quer tornar mais atrativos ensino e formação profissionais

 

Lusa/AO Online   Internacional   9 de Jun de 2010, 12:10

A Comissão Europeia aprovou hoje em Bruxelas um plano com vista a modernizar e tornar mais atrativo o setor do ensino e formação profissionais na Europa, que espera que seja aprovado pelos 27 no segundo semestre do ano.

De acordo com o executivo comunitário, “este setor precisa de ser modernizado para se tornar numa opção mais atrativa e de elevada qualidade, por forma a proporcionar aos jovens as competências certas para encontrar um emprego adequado e, aos adultos, uma oportunidade de atualizar as competências ao longo da sua vida ativa”.

O plano hoje apresentado, pensado para os próximos 10 anos, no quadro da nova “Estratégia Europa 2020”, visa dar um novo ímpeto ao setor, sugerindo Bruxelas que se dê mais oportunidades aos grupos desfavorecidos, como as pessoas que abandonaram precocemente a escola, pouco qualificadas ou desempregadas, oriundas da migração e com deficiência.

A Comissão defende ainda que se promova a mobilidade a fim de facilitar a aquisição de experiência no estrangeiro ou num setor diferente da economia, que se assegure um acesso à formação e às qualificações flexível e aberto em todas as fases da vida, e se desenvolva o espírito criativo, inovador e empreendedor nos estudantes.

“Queremos transformar a imagem do setor do ensino e formação profissionais na Europa para o tornar mais pertinente para as realidades de hoje. Este setor constitui um elo de ligação fundamental entre os mundos da educação e do trabalho”, destacou hoje a comissária para a Educação, Androulla Vassiliou.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.