Sporting

Bruno de Carvalho vai usar todos os meios contra Jaime Marta Soares e comissões

Bruno de Carvalho vai usar todos os meios contra Jaime Marta Soares e comissões

 

Lusa/Ao online   Nacional   17 de Jun de 2018, 11:12

Bruno de Carvalho garantiu este sábado que a partir de segunda-feira vai usar todos os meios ao seu alcance contra Jaime Marta Soares e a Comissão de Fiscalização, que o suspendeu da presidência do Sporting.

“A partir de segunda-feira, vamos partir para todos os fatores jurídicos que tivermos ao nosso alcance. Vou fazer todas as providências cautelares contra Jaime Marta Soares e esta comissão que eu chamo ‘pelotão de fuzilamento’ contra isto tudo. Acabou-se a golpada no Sporting”, disse Bruno de Carvalho, em entrevista à SIC.

O presidente do clube garantiu que as pessoas que estão na Comissão de Gestão (CG), hoje nomeada por Jaime Marta Soares, para substituir o Conselho Diretivo, não vão entrar nas instalações do clube.

“As pessoas que estão nessa comissão estão proibidas de entrar nas instalações do Sporting”, afirmou Bruno de Carvalho, que voltou a considerar que Jaime Marta Soares não é presidente da Mesa da Assembleia Geral (MAG).

O presidente, que tal como o restante Conselho Diretivo (CD) do clube está suspenso de funções, reafirmou a impossibilidade de marcar presença na Assembleia Geral (AG) destitutiva agendada para 23 de junho.

“Estou impedido por esta mesa que eu considero ilegal. Os estatutos não me permitem. Vai ser feito um julgamento em praça pública sem que as pessoas se possam defender. É um golpe, é uma forma de nos afastarem”, afirmou.

Bruno de Carvalho garantiu aos adeptos que nenhuma das nove rescisões invocando justa causa apresentadas por nove futebolistas do plantel tem fundamento.

“Se for eu o presidente do Sporting, as rescisões vão cair todas, os jogadores não têm nada por onde se agarrar. Entraram por um caminho chato e mal aconselhados pelos advogados”, referiu, admitindo que jogadores como Rui Patrício e William “já deviam ter saído na época passada”.

O presidente afirmou que o substituto de Jorge Jesus no comando técnico será “apresentado para a semana”, esclareceu que o plantel já anunciado “foi aprovado pelo novo técnico” e deixou uma garantia: “O Sporting vai lutar pelos seus objetivos que são vencer as competições nas quais vai estar presente”.

Ainda sobre Jorge Jesus, o presidente do Sporting garantiu que nunca o suspendeu e fez questão de esclarecer que o acordo de confidencialidade assinado na saída do técnico para o Al Hilal, “é entre o treinador e o Sporting”.

Bruno de Carvalho garantiu que deixará de ter uma relação de proximidade com os jogadores da equipa de futebol, explicando que esse papel caberá a Augusto Inácio, recentemente nomeado diretor para o futebol.




Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.