Liga Sagres

Braga reaproxima-se do líder

Braga reaproxima-se do líder

 

Lusa/Aonline   Futebol   10 de Abr de 2010, 21:14

O Sporting de Braga venceu a União de Leiria por 2-1, em jogo da 26ª jornada da Liga Sagres disputado no Estádio Municipal de Leiria, onde os bracarenses não venciam desde 2005/06
Num estádio em que a larga maioria dos 8669 espectadores presentes apoiou o Sporting de Braga, a equipa treinada por Domingos Paciência esteve a perder, mas deu a volta ao marcador e ficou a três pontos do líder Benfica, que tem menos um jogo disputado.
A União de Leiria conseguiu superiorizar-se ao Sporting de Braga na primeira parte, mas não segurou a vantagem e ficou mais longe da qualificação para a Liga Europa.
Apesar de jogar praticamente em casa, com cerca de sete mil adeptos a apoiarem-no, o Sporting de Braga sentiu muitas dificuldades.
Pelo contrário, a União de Leiria sentiu inesperadas facilidades para sair a jogar e na primeira vez que criou perigo marcou: aos 12 minutos, Hugo Gomes cruzou uma bola na direita e Cássio fez o 1-0 com um excelente cabeceamento.
Desorientado, o Sporting de Braga deixou a União de Leiria crescer e o 2-0 esteve perto aos 25 minutos, em novo cabeceamento de Cássio, mas, quando tudo parecia mal encaminhado, os minhotos fizeram das fraquezas forças e em quatro minutos deram a volta ao jogo.
O “rolo compressor” bracarense aproveitou duas falhas dos leirienses e fez a reviravolta no marcador: aos 31 minutos, Moisés cabeceou, Djuricic deixou a bola passar por baixo do corpo e Meyong fez o empate; aos 34, Zé António chocou com o guarda-redes da União de Leiria e Rentería aproveitou a oferta para marcar o segundo do Braga.
A União de Leiria acusou os dois golos sofridos de rajada e só no início da segunda parte ensaiou uma ténue reacção. Mas o arrojo do segundo classificado do campeonato manteve-se, somando o Braga à sua exibição a consistência a meio campo que tinha falto no primeiro tempo.
Os leirienses sentiram a falta de Silas e não conseguiram ter em Rafael Bitencourt o construtor de jogo que a dupla Cássio/Carlão necessitava. A 20 minutos do final, Domingos desfez o ataque de quatro elementos e o Braga tornou-se mais cauteloso e uma equipa de contra-ataque.
Lito Vidigal ainda procurou o empate, lançando Tiago Luís e Ouattara como extremos, e a igualdade esteve muito perto de acontecer nos descontos, quando o jogador do Burkina Faso atirou às malhas laterais com Eduardo fora da baliza.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.