Bolsa de Lisboa fecha em alta


 

Lusa/AO online   Economia   1 de Out de 2007, 17:31

A Euronext Lisboa fechou  em alta, completando quatro dias consecutivos de subidas, com PSI 20 a subir 0,97 por cento, para 12.140,60 pontos.
   Dos 20 títulos que compõem o índice de referência da bolsa portuguesa 19 subiram e apenas a Brisa caiu.

    Durante a sessão de hoje foram transaccionadas 61,8 milhões de acções, no valor de 229,9 milhões de euros, valores abaixo dos registados na semana anterior.

    Na Europa, a generalidade dos mercados fechou em terreno positivo, ajudados pelas valorizações do sector mineiro e bancário, a beneficiar da alta do preço do cobre e de especulações de que pode já ter passado a pior fase da crise do crédito imobiliário de alto risco.

    O Citigroup aconselhou hoje os seus clientes a comprar acções de empresas de construção e o antigo presidente da Reserva Federal norte-americana veio dizer que os problemas no mercado de crédito podem estar a chegar ao fim, incentivando os investidores a regressarem aos ganhos.

    O índice Euronext 100 subiu 0,92 por cento, para 1.024,38 pontos, e o índice DJ Stoxx recuperou 0,66 por cento, para 3.845,48 pontos.

    Lisboa foi a terceira bolsa europeia com o maior ganho, num dia em que as valorizações nas restantes bolsas oscilaram entre os 0,18 por cento de Madrid e os 1,27 por cento de Milão.

    Na bolsa portuguesa, a Sonaecom liderou os ganhos, ao valorizar 10,53 por cento, para 3,78 euros, registando a maior subida desde 16 Fevereiro (dia em que a empresa reviu em alta o preço da Oferta Pública de Aquisição (OPA) sobre a Portugal Telecom, de 9,5 para 10,5 euros) e voltando aos valores do início de Agosto.

    Esta subida aconteceu na sessão em que o Diário Económico noticiou que a Sonaecom pode estar interessada em comprar a PTMultimédia, embora alguns analistas considerem tal hipótese pouco interessante para a empresa de Ângelo Paupério.

    Em alta esteve também o BPI, com um ganho de 4,58 por cento, a liderar as valorizações do sector bancário (o BCP subiu 0,34 por cento e o BES recuperou 0,06 por cento).

    O ganho de 0,49 por cento da EDP e de 0,1 por cento da PT também ajudaram o PSI 20 a subir, dado o elevado peso destas duas empresas no índice.

    A Brisa foi o único título em baixa, ao recuar 0,43 por cento, voltando a movimentar-se em contraciclo com o resto do mercado.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.