Bienal do Livro do Rio de Janeiro começa hoje


 

Lusa/AO Online   Internacional   1 de Set de 2011, 07:43

Gonçalo M. Tavares, Pepetela e Ondjaki são alguns dos escritores do espaço lusófono que participarão na Bienal do Livro do Rio de Janeiro, que começa hoje no Brasil e é considerado o maior evento editorial do país.

Até ao dia 11 de setembro pela bienal, que terá o próprio Brasil como país homenageado, irão passar cerca de 150 escritores brasileiros e 23 estrangeiros.

Gonçalo M. Tavares, e os autores angolanos Pepetela e Ondjaki, cuja obra está editada no mercado brasileiro, farão intervenções no domingo, no "Café Literário".

O escritor português aproveitará a ida ao Brasil para apresentar dois títulos da série "O Bairro": "O Senhor Valéry e a Lógica" e "O Senhor Swedenborg e as Investigações Geométricas", reeditados pela editora Casa da Palavra.

A homenagem ao Brasil marcará praticamente todos os eventos da feira, que contará com uma série de ações para discutir a realidade do país.

A presidente do Brasil, Dilma Rousseff é esperada hoje na abertura e num dos debates, sobre a relação da mulher com o livro.

Durante os dez dias de evento serão lançados cerca de mil títulos, com expetativa de venda em torno de 2,5 milhões de exemplares, numa faturação estimada em 50 milhões de reais (quase 22 milhões de euros).

A organização espera atrair cerca de 600.000 visitantes.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.