Liga Sagres

Benfica vence em Coimbra e pode festejar título na próxima jornada

Benfica vence em Coimbra e pode festejar título na próxima jornada

 

Lusa/AO online   Futebol   18 de Abr de 2010, 19:56

O Benfica ficou hoje mais perto do título nacional, após bater a Académica, por 3-2, em Coimbra, na 27ª jornada, e poderá festejar a vitória do campeonato já no próximo fim-de-semana
O Benfica ficou hoje mais perto do seu principal objectivo da temporada, a conquista do título de campeão nacional, com uma vitória sobre Académica, por 3-2, em jogo da 27ª jornada da Liga Sagres de futebol, disputado em Coimbra.

O avançado Weldon foi a figura do encontro ao bisar para o clube da Luz, numa partida emotiva, com domínio "encarnado", mas com alguma incerteza no marcador, pois a equipa da casa ainda deu alguma luta.

Este triunfo deixa o Benfica novamente com seis pontos de vantagem sobre o Sporting de Braga, segundo posicionado, e com possibilidades de festejar o título na próxima jornada, caso vença o Olhanense e os bracarenses não consigam somar os três pontos com a Naval 1º de Maio.

A Académica terá que fazer pela vida para alcançar a manutenção, pois há sete jornadas que não vence, alcançando apenas dois empates, mas mesmo assim ainda está cinco pontos acima da zona de despromoção.

Um "mar" de benfiquistas invadiu a cidade dos "estudantes" e os “encarnados” alinharam no relvado do Estádio Cidade de Coimbra com se estivessem em casa, fazendo valer a tradição, pois a Académica já não vence a equipa da Luz em Coimbra há 36 anos, desde a época de 1973/74.

Em relação à jornada anterior, da parte da Académica, o central Luiz Nunes rendeu o capitão Orlando por lesão deste, enquanto Tiero (após um jogo de castigo) e Sougou voltaram à titularidade, em vez de Cris e Lito, este "relegado" para a bancada como 19º jogador pelo treinador André Villas-Boas.

Do lado do Benfica, a registar quatro alterações: o regresso à titularidade de Pablo Aimar, Maxi Pereira, Weldon e Sidnei, nos lugares de Carlos Martins, Ramires, Éder Luís e Luisão, este devido a castigo.

Foi uma entrada fulgurante do líder do campeonato, o Benfica, que não deixou respirar os "estudantes", sufocando-os com três cantos seguidos. Na sequência do terceiro, Fábio Coentrão centra para Weldon cabecear certeiro e inaugurar o marcador a favor dos encarnados.

A "Briosa" ainda reagiu e aos oito minutos, numa perda de bola de David Luiz, Luiz Nunes podia ter empatado a partida de cabeça, não fosse a destreza de Quim a defender com arrojo.

Aos 21 minutos, aconteceu o lance mais caricato do encontro devido a um desentendimento entre Luiz Nunes e o guarda-redes Rui Nereu, que ia dando um auto-golo, obrigando Nereu a esticar-se todo para que a bola não entrasse na própria baliza.

À passagem da meia-hora, a "Briosa" reagiu à desvantagem através do senegalês Sougou que obrigou o guarda-redes Quim a uma grande defesa e, na sequência de um ressalto desse lance, o médio Diogo Gomes aproveitou para desferir um grande remate à entrada da grande área, empatando a partida.

A Académica parecia querer controlar a partida com Nuno Coelho quase a surpreender Quim de longe, mas aos 42 minutos, numa jogada de insistência pela esquerda, Di Maria passa a Weldon que não perdoou à boca da baliza, fazendo o 1-2.

Na segunda parte, a Académica entrou bem, quase empatando a partida aos 57 minutos por intermédio de Éder, a centro de Diogo Gomes, mas as situações mais flagrantes pertenceram de novo ao Benfica, com o "displicente" Di Maria a desperdiçar um golo quando ia isolado para a baliza, atirando fraco para defesa de Rui Nereu.

Aos 64, Carlos Martins atirou ao poste esquerdo da baliza de Rui Nereue e deu o mote para o terceiro golo do Benfica, aos 80 minutos, com Ruben Amorim a finalizar com classe uma boa jogada pela esquerda de Di Maria.

Tiero ainda reduziu as desvantagem da Académica ao cair do pano, com uma "bomba" de fora da área, embora sem efeitos positivos, pois os "encarnados" mantiveram o controlo da bola até ao apito final do árbitro da partida.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.