Benfica campeão nacional de juvenis de futebol, ao golear FC Porto por 5-0

Benfica campeão nacional de juvenis de futebol, ao golear FC Porto por 5-0

 

Lusa/Ao online   Futebol   30 de Jun de 2018, 12:00

O Benfica sagrou-se campeão nacional de futebol de juvenis pela 18.ª vez na sua história, ao golear este sábado,no Seixal, o FC Porto por 5-0, na 10.ª e última jornada da terceira e derradeira fase do campeonato.

Necessitada apenas do empate na última ronda da fase de apuramento de campeão, a formação ‘encarnada’ venceu com tentos de Gonçalo Ramos, aos 23 e 51 minutos, Sandro Cruz, aos 66, Iuri Tavares, aos 71, e Ronaldo Camará, aos 80.

“A história do futebol vai-nos sempre mostrando que jogar para empatar dá sempre mau resultado e, com esta geração, era uma perfeita estupidez. É o título do orgulho e da personalidade de um grupo de jogadores que foi atacado desde o início da época porque cometeu o ‘crime’ de meter 10, 12, 14 jogadores na seleção nacional”, disse no final o treinador Renato Paiva à BTV.

O ‘onze’ benfiquista dominou o encontro de início ao fim e adiantou-se num livre de ‘laboratório’, aos 23 minutos, com Umaro Embaló a picar a bola por cima da defesa portista, para Ronaldo Camará, que centrou para Gonçalo Ramos encostar.

Na segunda metade, os ‘dragões’, que precisavam de vencer para conquistar o cetro pela 21.ª vez, foram mais ofensivos e acabaram ‘dizimados’ pelo contra-ataque dos benfiquistas.

Umaro Embaló, que já tinha estado na origem do primeiro golo, isolou, aos 51 minutos, o lateral direito João Ferreira, que correu isolado para a baliza e, depois, centrou para Gonçalo Ramos atirar para a baliza deserta, apontando o segundo.

Aos 66 minutos, Embaló voltou a ser protagonista, agora fazendo mesmo o passe que isolou Sandro Cruz, para este ‘fuzilar’ o guarda-redes portista Meixedo e selar o terceiro.

O FC Porto foi-se, definitivamente, abaixo e o Benfica partiu para a goleada, com o suplente Iuri Tavares a apontar o quarto, aos 71 minutos, numa jogada individual, e Ronaldo Tavares a fechar a contagem, aos 80, isolado pelo ‘inevitável’ Embaló.

No jogo do título, o Benfica alinhou inicialmente com João Monteiro, João Ferreira, Alexandre Penetra, Tomás Tavares, Sandro Cruz, Henrique Jocu, Jair Tavares, Gonçalo Ramos, Tiago Araújo, Ronaldo Camará e Umaro Embaló.

Os ‘encarnados’ terminaram a terceira fase com oito vitórias e dois empates, somando 26 pontos, contra 22 dos portistas, segundos colocados, ostentando também o melhor ataque, com 39 golos marcados, e a melhor defesa, com oito sofridos.

Em 2017/18, o Benfica arrebatou também o título de juniores, falhando apenas o de iniciados, face ao uma derrota no reduto do Sporting, que se sagrou campeão, na derradeira jornada, para a qual entrou também só a precisar de empatar.




Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.