BE propõe redução na fatura elétrica dos desempregados

BE propõe redução na fatura elétrica dos desempregados

 

Lusa / AO Online   Regional   31 de Jan de 2010, 10:53

O Bloco de Esquerda propôs ao Parlamento açoriano o estabelecimento de uma redução de 75 por cento na fatura mensal de eletricidade dos trabalhadores sem emprego no arquipélago cujo rendimento familiar seja inferior ao salário mínimo regional.

A iniciativa legislativa do BE, a que a agência Lusa teve hoje acesso, propõe que os encargos resultantes da aplicação da medida, de carácter excecional e com um ano de vigência, sejam assegurados pela rubrica de combate à exclusão social do Orçamento Regional.

A redução na fatura de eletricidade proposta abrangerá titulares de contrato de fornecimento de energia que comprovem usufruir do Rendimento Social de Inserção por situação de desemprego e que, encontrando-se sem ocupação, não beneficiem do subsídio de desemprego.

Na fundamentação da iniciativa o BE sublinha que nos Açores o desemprego "continua a aumentar preocupantemente" e que um em cada cinco inscritos nos centros de emprego da Região não "cumprem critérios de subsídios de desemprego ou não se encontram a receber qualquer bolsa ocupacional".

Para as pessoas em tal situação a conta da eletricidade, "um bem de primeira necessidade", representa um importante encargo que este ano será agravado nos Açores em 2,1 por cento, acrescenta a proposta bloquista.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.