Conjuntura

Banco de Portugal diz que medidas de austeridade são suficientes

Banco de Portugal diz que medidas de austeridade são suficientes

 

Lusa/AO online   Economia   7 de Out de 2010, 17:49

O Banco de Portugal não está a pedir mais medidas de austeridade para além daquelas que foram anunciadas recentemente pelo Governo, mas sim para a necessidade que sejam executadas as já conhecidas para 2011.
Segundo fonte oficial da instituição liderada por Carlos Costa, a citação que consta no boletim de outono de que "a 29 de Setembro, o Governo aprovou um conjunto de medidas adicionais a incluir na proposta de Orçamento para 2011" e que "as medidas de carácter permanente desde já bem especificadas não parecem ser suficientes para garantir a prossecução do objectivo assumido para 2011" estão a ser mal interpretadas.

Isto porque o Banco de Portugal não poderia, legalmente, pronunciar-se sobre as medidas de austeridade anunciadas pelo Governo já que, segundo a mesma fonte, "os exercícios de projecção macroeconómica elaborados pelo Banco obedecem às regras de projecção do Eurosistema, indispensáveis para uma avaliação coerente das perspectivas da Área do Euro".

No fundo, no boletim de outono, o Banco de Portugal só poderia pronunciar-se apenas sobre "as medidas de política orçamental já aprovadas em termos legais, ou com elevada probabilidade de aprovação legislativa, e especificadas com detalhe suficiente", observa a fonte oficial.
    

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.