Autoridades continuam buscas por vítimas da tempestade que já provocou 13 mortes na Califórnia

Autoridades continuam buscas por vítimas da tempestade que já provocou 13 mortes na Califórnia

 

Lusa/AO online   Internacional   10 de Jan de 2018, 09:56

As autoridades de Santa Bárbara continuam hoje a procurar vítimas da tempestade que atingiu a costa da Califórnia, nos Estados Unidos, e que já provocou pelo menos 13 mortos e 25 feridos.

As autoridades do condado de Santa Bárbara ainda estão a tentar chegar a várias áreas atingidas pela destruição, com o objetivo de encontrar pessoas que estejam feridas ou presas depois de um poderoso fluxo de lama e detritos ter varrido dezenas de casas da região.

Pelo menos 13 mortos foram confirmados na terça-feira, outras 25 pessoas ficaram feridas e pelo menos 50 tiveram de ser resgatadas por helicópteros.

Esses números podem aumentar com estas novas buscas, sendo que hoje equipas de busca e resgate chegam do condado de Los Angeles para ajudar nos trabalhos de busca, assim como a Guarda Costeira e a Guarda Nacional.

As equipas de resgate estão concentradas, neste momento, em encontrar sobreviventes.

"Neste momento, os nossos recursos estão focados em determinar se alguém ainda está vivo em qualquer uma dessas estruturas danificadas", disse o xerife do condado de Santa Bárbara, Bill Brown.

O xerife disse que "várias dúzias de casas foram destruídas ou gravemente danificadas e, provavelmente, muitas outras estão em áreas que ainda estão inacessíveis".

Bill Brown afirmou que é provável que se encontrem mais pessoas no meio dessa destruição.

Acredita-se que a maioria das mortes ocorreu em Montecito, disse o porta-voz do condado de Santa Bárbara, David Villalobos.

Muitas casas situadas em vales devastados pela recente vaga de incêndios ficaram destruídas, desconhecendo-se o paradeiro dos residentes, também por se tratar de áreas de difícil acesso devido à queda de árvores e de cabos elétricos.

Foram utilizados helicópteros, mesmo durante as chuvas torrenciais, por causa das estradas cortadas.

As autoridades referem ainda que apenas uma “pequena percentagem” da população respeitou as ordens de retirada que foram dadas à medida que a tempestade se aproximava.

A primeira grande tempestade da estação abateu-se sobre a maior parte do estado da Califórnia, com ventos fortes, trovoadas e chuvas que quebraram recordes, na região da baía de São Francisco, antes de avançar para leste, para Central Valley e Sierra Nevada.

A baixa de São Francisco registou um recorde de oito centímetros de altura de chuva na segunda-feira, ultrapassando a anterior marca de seis centímetros, datada de 1872, e fazendo do dia o 16.º mais chuvoso desde 1849, segundo o Serviço Meteorológico Nacional.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.