Segurança

Aumento da criminalidade reflecte "falhanço da política de segurança interna"


 

Lusa / AO online   Nacional   25 de Nov de 2009, 17:40

O deputado do PCP António Filipe considerou que o aumento da criminalidade participada, apontado no relatório de actividades da Procuradoria-Geral da República (PGR), confirma “o falhanço da política de segurança interna deste governo”.
António Filipe comentava, em declarações aos jornalistas no Parlamento, dados do relatório de 2008 da PGR, que registou no ano passado 557 884 inquéritos, representando um aumento de 16,1 por cento da criminalidade participada.

Estes dados reflectem uma “agudização da crise social”, com consequências a nível da criminalidade, além de representarem um “falhanço da política de segurança interna deste governo” e a “falta de investimento das forças de segurança”, considerou o deputado comunista.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.