Ataque suicida contra estudantes em Cabul fez 48 mortos


 

Lusa/Ao online   Internacional   15 de Ago de 2018, 21:21

Pelo menos 48 pessoas morreram esta quarta feira e outras 67 ficaram feridas num ataque suicida contra um centro educativo num bairro xiita de Cabul, anunciaram fontes oficiais.

Um porta-voz do Ministério da Saúde afegão disse à imprensa que pelo menos 48 cadáveres foram transportados para vários hospitais de Cabul.

O responsável sublinhou que este balanço é provisório, porque ainda estão a ser “coordenados” os números comunicados pelos vários serviços.

Segundo a polícia, um bombista-suicida entrou a pé no centro educativo, num bairro xiita da zona oeste da capital afegã, e fez-se explodir junto de um grupo de rapazes e raparigas que estudavam para os exames de acesso à universidade.

O ataque não foi reivindicado até ao momento.

A maioria dos atentados no Afeganistão, que visam muitas vezes as comunidades xiitas, são cometidos pelos talibãs e pelo grupo extremista Estado Islâmico.

Jawad Ghawari, membro do conselho clerical xiita municipal, responsabilizou o Estado Islâmico pelo ataque, afirmando que nos últimos dois anos, só em Cabul, o grupo fez pelo menos 13 ataques contra mesquitas, escolas e centros culturais xiitas.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.