Arrancou a 3ª edição de "Música nas Férias" com mais de 70 jovens músicos

Arrancou a 3ª edição de "Música nas Férias" com mais de 70 jovens músicos

 

Açoriano Oriental   Regional   24 de Jul de 2018, 11:19

A iniciativa é da Filarmónica Recreio de Santa Bárbara e traz formadores de diversos instrumentos do continente português. O "III Música nas Férias" decorre até 29 de julho e encerra com dois concertos: um a 28 de julho no Cais da Silveira e a 29 de julho no Auditório do Ramo Grande.

Paulo Fagundes foi recentemente nomeado presidente da Filarmónica Recreio de Santa Bárbara e está no projeto desde a primeira edição. O jovem de 29 anos adiantou ao Igreja Açores como tudo começou: "O principal foco foi proporcionar uma nova experiência de formação musical, aliando igualmente uma componente recreativa, lúdica e pedagógica aos mais jovens. Assim sendo, numa junção com cerca de 30 participantes, entre alunos das escolas de música com os músicos mais jovens pertencentes à Filarmónica Recreio de Santa Bárbara (FRSB) e à Filarmónica Nossa Senhora do Pilar das Cinco Ribeiras, nasce a primeira edição do evento."

O campo de férias acolheu inscrições de jovens entre os 10 e os 23 anos que têm a possibilidade de pernoitar no Centro Escolar de Santa Bárbara e Pavilhão Desportivo que serão os locais de dormitório e higiene pessoais.

Nas duas primeiras edições a coordenação esteve a cargo da direção da instituição. Este ano- e com um planeamento mais atempado- foram imputadas responsabilidades também aos jovens da FRSB: "na nossa ótica, são eles os dirigentes do amanhã, e como tal, dentro de uma série de requisitos, convidamos a Valéria Sousa (saxofonista na FRSB, com 19 anos de idade) a ser a coordenadora desta edição, transmitindo-lhe desde a primeira hora total autonomia para formar a sua própria equipa de trabalho, nas áreas que considerasse de maior importância e relevo.", avançou Paulo Fagundes que também destacou o envolvimento e empenho de todos os elementos da filarmónica e respetiva direção.

Este ano os formadores são oriundos, na sua maioria, de Portugal continental: "Como maestro, teremos o Luciano Pereira, maestro na Academia de Arte de Chaves. Nos clarinetes teremos o Frederic Cardoso e o Egdar Silva. Já os saxofones terão como formadora a professora Rita Nunes. A formação das trompetes ficará a cargo do professor Ângelo Fernandes. Nos trombones iremos contar com o contributo do professor Davide Silva. O naipe de euphonium e tubas ficará a cargo do Manuel Lage. Já a percussão fica sob a responsabilidade do professor João Duarte. Igualmente como formadores, mas provenientes (e residentes) da Ilha Terceira temos o Rodrigo Lima, no naipe das flautas e o Edgar Marques, no naipe das trompas."

Para além da formação músical, o "Música nas Férias" conta com muitas outras atividades programadas: "este ano para além das atividades inicias de “quebra-gelo”, que visam sempre aumentar o entrosamento e as relações interpessoais temos ainda uma passeio de barco aos Ilhéus, Coasteering, visitas de estudo (à Teramb) também para despertar e sensibilizar os jovens para as questões ambienteis. Existem ainda, atividades radicais (Slide, Rapel, Paintball) desenvolvidas em articulação com a equipa do programa Haja Saúde da Casa do Povo de Santa Bárbara. Teremos também um torneio de futsal, noites de cinema e as oficinas da música".

O campo de férias musical arrancou na passada segunda feira na sede da Filarmónica Recreio de Santa Bárbara, com parceria da Casa do Povo local, e proporciona aos jovens inscritos uma semana de formação intensa mas com momentos radicais inesquecíveis.
Para o jovem presidente o objetivo desta iniciativa é "Formar e capacitar, de forma diferente e com boa disposição!"


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.