Arqueólogos começam exumação de vala comum


 

Lusa / AO online   Internacional   29 de Out de 2009, 16:53

Os trabalhos de exumação da vala de Alfacar, perto de Granada (sul), onde estará o corpo do poeta Federico Garcia Lorca, começaram pela limpeza do terreno e demarcação da zona, disse fonte oficial do governo regional da Andaluzia.
«Depois de o terreno ter sido limpo, os arqueólogos demarcaram hoje a primeira zona de procura da vala para proceder, em seguida, com minúcia à abertura dos quatro primeiros locais onde alegamente estarão as vítimas», referiu o porta-voz do Ministério regional da Justiça.

Na semana passada começou a ser instalada no local uma cobertura metálica para proteger as escavações das intempéries e garantir protecção e privacidade para o trabalho das equipas forenses.

As buscas serão manuais e levarão pelo menos dois meses, de acordo com as autoridades andaluzes.

As autoridades querem exumar todos os corpos que estejam nas seis valas comuns, mas apenas alguns deles serão formalmente identificados, respeitando os desejos das famílias.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.