Apresentações bidiárias para detido em Odemira por suspeita de abuso sexual de menor


 

Lusa/Ao online   Nacional   30 de Set de 2018, 03:54

O homem detido na sexta-feira no concelho de Odemira (Beja) por suspeita de abuso sexual de uma menor, fica sujeito a apresentações bidiárias, como medida de coação, após o primeiro interrogatório judicial, disse hoje fonte da GNR.

A mesma fonte indicou à agência Lusa que o Tribunal Judicial de Ourique, no distrito de Beja, decretou hoje, como medida de coação, que o homem, de 47 anos, se deve apresentar duas vezes por dia, no posto da Guarda Nacional Republicana de Vila Nova de Milfontes, concelho de Odemira, Beja, área da sua residência.

Segundo um comunicado de hoje do Comando Territorial de Beja da GNR, o suspeito, sob o qual pendia mandado de detenção e condução por suspeita de abuso sexual de menor, foi detido na sexta-feira, no concelho de Odemira, distrito de Beja, através do Destacamento Territorial de Odemira.

A GNR refere que, no dia 21 deste mês, foi comunicado à Guarda Nacional Republicana o desaparecimento de uma menor de 15 anos, por parte da sua mãe, tendo "de imediato sido iniciadas diligências para a sua localização".

No decorrer das diligências, adianta o comunicado, na tarde de sexta-feira, a GNR, conseguiu apurar junto da população, que a menor estaria com o suspeito numa zona de mato, em Longueira, no concelho de Odemira.

"De imediato foi efetuada uma operação policial que resultou na detenção do suspeito e na recuperação da menor", acrescenta o comunicado.

Na sequência desta detenção, a GNR apreendeu 1.105 sementes de canábis, cinco plantas de canábis e 600 euros em numerário.

De acordo com a GNR, a menor foi encaminhada para o Gabinete de Medicina Legal do hospital de Beja, tendo "ficado internada para observação".

Esta operação contou ainda com a participação de equipas do Grupo de Intervenção de Operações Especiais e do Grupo de Intervenção Cinotécnica, ambos da Unidade de Intervenção da GNR.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.