Antigo presidente Delors diz que zona euro é defeituosa desde a origem

Antigo presidente Delors diz que zona euro é defeituosa desde a origem

 

Lusa / AO online   Internacional   3 de Dez de 2011, 12:38

O antigo presidente da Comissão Europeia Jacques Delors sublinhou hoje que a zona euro é defeituosa desde a sua criação e os esforços feitos para ultrapassar a crise têm sido poucos e chegaram tarde.

Delors, que chefiou a Comissão entre 1985 e 1995, considerou que os erros cometidos no lançamento do euro em 1999 conduziram à crise atual, numa entrevista hoje publicada no jornal britânico The Daily Telegraph.

Os políticos que lançaram o euro ignoraram as debilidades e os desequilíbrios existentes nas economias dos Estados-membros, afirmou um dos arquitetos da moeda única europeia.

“Os ministros das finanças não quiseram não ver os problemas”, afirmou, defendendo que todos os países europeus devem repartir a responsabilidade da crise atual.

Jacques Delors, de 86 anos, especificou que a Alemanha insistiu que o Banco Central Europeu (BCE) não devia apoiar os países altamente individados com receio do aumento da inflação.

Os problemas de euro começaram com a “combinação da teimosia da ideia alemã de controlo monetário com a ausência de uma visão clara de outros países”, acrescentou.

Destacou que o Reino Unido não partilha o mesmo peso do problema, mas está como os restantes países "envergonhado" com a crise financeira.

O ex-político sublinhou que a Alemanha terá dificuldades em encontrar uma solução para a crise. “Os mercados são os mercados. Agora transbordam de incerteza", afirmou.

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, reuniu-se na sexta-feira em Paris com o Presidente francês, Nicolas Sarkozy, para discutir a crise das dívidas soberanas e os planos para reorganizar a zona euro.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.