AMI arranca com novo programa em S. Tomé e Príncipe


 

Lusa / AO online   Nacional   6 de Jan de 2010, 15:56

A organização não governamental Assistência Médica Internacional (AMI) arranca este mês com uma nova fase do seu projecto de promoção e desenvolvimento da saúde em S. Tomé e Príncipe, país onde se encontra desde 1988.
Intitulado “De mãos dadas por Caué”, o programa visa "contribuir para a capacitação de agentes promotores da saúde junto da população do distrito de Caué”, adianta Tânia Barbosa, directora do departamento internacional da AMI, citada num comunicado da organização.

Uma equipa de três profissionais de saúde, voluntários da AMI, irá assim desenvolver “estratégias de intervenção na área da nutrição e dinamizar a concertação comunitária para a promoção da saúde melhorando os conhecimentos e práticas na prestação de cuidados de saúde”.

Acompanhamento da unidade de apoio nutricional do Centro de Saúde de Angolares, formação dos técnicos, educação para a saúde de professores, pais e alunos, capacitação de activistas comunitários e de agentes sanitários, para além da assistência médica, são algumas das actividades previstas.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.