Alerta máximo em 14 distritos do continente por causa dos incêndios


 

Lusa/AO On line   Nacional   27 de Jul de 2010, 08:33

O Instituto de Meteorologia (IM) colocou hoje, pelo segundo dia, em aviso de risco máximo de incêndio vários concelhos de 14 distritos do norte, centro e sul de Portugal.

Dezasseis incêndios estavam ativos em Portugal cerca das 07:00 de hoje, nos distritos de Aveiro, Braga, Viana do Castelo, Guarda, Porto, Viseu e Setúbal, mobilizando mais de 1200 efetivos, segundo a Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC).

O nível de aviso de risco máximo de incêndio do IM está ativo para quase todo o distrito de Viana do Castelo, Braga, Porto, Vila Real, Bragança, Aveiro, Viseu, Guarda, Coimbra, Castelo Branco, Leiria, Santarém e Portalegre.

Segundo o "site" do IM, o mesmo aviso de risco é aplicado ao concelho de S. Brás de Alportel, no distrito de Faro.

O risco de incêndio determinado pelo IM engloba cinco níveis, que variam entre o "reduzido" e o "máximo” e o seu cálculo é feito com base nos valores observados às 13:00, da temperatura do ar, da humidade relativa, da velocidade do vento e da quantidade de precipitação ocorrida nas últimas 24 horas.

Segundo informação disponibilizada pela ANPC, na segunda feira, registaram-se 416 incêndios florestais, sem indicação de área ou ardida ou tipo de vegetação afetada, que foram combatidos por 7754 bombeiros, apoiados por 2092 veículos.

O Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Florestais iniciou a “Fase Charlie”, considerada a de maior risco de incêndios, a 01 de julho e deverá terminá-la a 31 de setembro.

Dos incêndios que estavam ativos às 07:00, o de Brejos Carregueira, no concelho de Alcácer do Sal (Setúbal), era o que mobilizava mais meios, com 257 bombeiros, 33 elementos da Força Especial de Bombeiros e dois do Grupo de Análise e Uso de Fogo, num total de 292 efetivos, com apoio de 93 veículos.

O alerta para este incêndio foi dado às 13:23 de segunda feira, e o fogo afeta uma zona de mato, segundo a ANPC.

O distrito de Aveiro registava três incêndios em Rebordelo (concelho de Santa Maria da Feira), Covais (Oliveira de Azeméis) e Ermida (Sever do Vouga).

Em Braga, a ANPC tinha assinalados incêndios em Sobradelo da Goma (Póvoa de Lanhoso), São Miguel (Vieira do Minho) e Castro (Fafe).

No distrito de Viana do Castelo, estavam ativos incêndios em Cima (Caminha) e Santa Maria (Ponte de Lima).

A Guarda tinha incêndios ativos em Quintas de Santo António (Sabugal) e Junca (Almeida).

No distrito do Porto, registavam-se fogos em Portela do Souto (Penafiel), Pilar (Paços de Ferreira), Oliveira (Marco de Canaveses) e Rua das Poças (Lousada).

Em Viseu, registava-se um incêndio em floresta em Pedreira (São Pedro do Sul), com o mapa a completar-se com o fogo em Brejos Carregueira, no distrito de Setúbal.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.