Corrupção

83% dos portugueses acham que corrupção aumentou

83% dos portugueses acham que corrupção aumentou

 

Lusa/AO online   Nacional   9 de Dez de 2010, 16:45

A maior parte dos portugueses (83 por cento) acha que a corrupção aumentou em Portugal nos últimos três anos, segundo o Barómetro Global da Corrupção da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) divulgado esta quinta-feira.
O estudo, que se baseou em 91 500 entrevistas em todo o mundo, regista que 83 por cento dos portugueses consideram que a corrupção aumentou nos últimos três anos, enquanto 13 por cento acham que está na mesma e só três por cento afirmam que desceu.

Em média, 73 por cento dos cidadãos de 24 países europeus membros da OCDE acham que a corrupção aumentou.

Os partidos políticos são as instituições consideradas mais corruptas pelos inquiridos em Portugal, seguindo-se a Assembleia da República, o sector privado, o sistema judicial, a polícia e os meios de comunicação.

As forças armadas e o sistema educativo levaram a pontuação mais baixa em corruptibilidade.

Três por cento dos inquiridos em Portugal afirmaram ter pago um suborno para obter algum tipo de serviço no último ano. A média nos 24 países europeus considerados no estudo foi de cinco por cento.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.